Por dentro do escritório da Hotmart em Belo Horizonte

Só em 2016 a startup contratou 108 pessoas, chegando aos atuais 180 funcionários, e ainda há mais 60 vagas abertas

Colaborou Yahisbel Adames

Escritório da Hotmart, startup especializada em venda e distribuição de produtos digitais, em Belo Horizonte | <i>Crédito: Marcus Desimoni/ Nitro
Escritório da Hotmart, startup especializada em venda e distribuição de produtos digitais, em Belo Horizonte | Crédito: Marcus Desimoni/ Nitro
Desde que foi criada, em 2011, a Hotmart, especializada em venda e distribuição de produtos digitais, já teve quatro endereços. A justificativa do fundador, João Pedro Resende, de 34 anos, é acompanhar o aumento da mão de obra. Só em 2016 a startup contratou 108 pessoas, chegando aos atuais 180 funcionários, e ainda há mais 60 vagas abertas. Resende já sabe que vai precisar de outro escritório em 2017. "Vamos nos mudar porque estamos crescendo rapidamente e não queremos frear esse ritmo", diz o CEO. 

Por enquanto, a Hotmart ocupa cinco andares de um prédio comercial em Belo Horizonte, um espaço de 1 471 metros quadrados. Toda a decoração foi pensada para que o pessoal "se sentisse em casa", como diz o executivo. "Partimos da premissa de que os funcionários devem ter liberdade para trabalhar, porque, quando há muita interferência, não se consegue obter o melhor de cada um", afirma Resende. 

Além da sinuca e do videogame, itens tradicionais nas empresas de tecnologia, a Hotmart instalou, na mesa do café, bancos em formato de balanço para o pessoal se descontrair. Do lado de fora da cobertura, há mesas com guarda-sol e uma churrasqueira, usadas para confraternização e lazer. 

Serviços de manicure, acupuntura e massagista são oferecidos no escritório toda semana. "Acreditamos que zelar pela harmonia do time é imprescindível", diz a gerente de talentos Bruna Costa, destacando que a empresa contrata profissionais que se adaptam facilmente a mudanças.

11/01/2017 - 17:18

Você RH nas redes

Coleção CARAS